Publicado por: dicasdenutricao | 16/12/2009

Lichia

A lichia, conhecida cientificamente como Litchi chinensis Sonn, é uma fruta de clima subtropical originária do sudeste da Ásia. O cultivo desta fruta é conhecido desde 1500 A.C. pelo povo da Malaia e tem crescido durante centenas de anos no sudeste da China. Recentemente, a produção de lichia tem aumentado em todo mundo. Os frutos são normalmente codiformes ou ovais, vermelhos e dispostos em cachos. A polpa é branca, translúcida, rica em vitamina C, potássio, cálcio, fósforo e ferro. Podem ser consumidos ao natural, e também podem ser utilizados para compotas.

Segue abaixo a composição nutricional da lichia:

Porção de 100g (aproximadamente 10 unidades sem casca)
Valor energético 66 kcal
Carboidratos 16,53
Proteínas 0,83g
Gorduras 0,44
Fibras 1,3g
Cálcio 5mg
Fósforo 31mg
Ferro 0,31mg
Potássio 171mg
Vitamina C 71,5mg
Tiamina 0,01mg
Riboflavina 0,065mg
Niacina 0,6mg

Fonte: USDA, DRI 2005

Rica em vitamina C (ácido ascórbico) a lichia pode ser considerada um alimento antioxidante, já que auxilia na prevenção das doenças cardiovasculares. Acredita-se que o ácido ascórbico atua na proteção contra a peroxidação lipídica e ainda parece ter influência sobre outros fatores relacionados ao risco cardiovascular, como integridade do tecido vascular, tônus vascular, metabolismo lipídico e pressão arterial. Pode ainda, interferir na elasticidade e integridade estrutural da matriz vascular, por ser um co-fator essencial na formação molecular do colágeno, além de apresentar efeito vasodilatador e anticoagulante. A vitamina C também pode auxiliar no tratamento do câncer por bloquear a ativação metabólica de carcinógenos. Supõe-se ainda que esta vitamina pode alterar a expressão de genes envolvidos na resposta inflamatória, apoptose e diferenciação celular, indiretamente por meio de alteração da expressão de alguns tipos de genes, modulando a ligação de alguns fatores de transcrição ao núcleo.

Em termos de minerais, o potássio é o micronutriente predominante no fruto, e sua ingestão é de extrema importância uma vez que ele é um dos eletrólitos que participam do equilíbrio osmótico e do equilíbrio ácido-base do organismo, além de fazer parte da bomba de sódio e potássio, essencial para as trocas de substâncias através das nossas membranas celulares. O cálcio, fósforo e magnésio também estão presentes em quantidades significativas, sendo os dois primeiros essenciais à formação e manutenção da estrutura óssea, o cálcio importantíssimo na contração muscular, o fósforo indispensável à formação de DNA, RNA (constituintes do código genético) e ATP (principal forma de energia presente nas células), e o magnésio participante das reações de mais de 300 enzimas, entre outras importantes funções metabólicas.

Curiosidade:

O pericarpo (casca) da lichia pesa em média 15% do peso da fruta e contem quantidades significantes de compostos fenólicos, antocianinas que são os principais polifenóis. As antocianinas desempenham uma função farmacológica importante contra varias doenças, como doenças cardiovasculares, câncer, inflamações e alergias. Alguns estudos indicam que o pericarpo da lichia é um potente “varredor” de radicais livres e possuem uma forte atividade antioxidante, o que sugere seu uso como uma fonte natural de antioxidante.

FONTE: RGNutri

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: